barra

Fatores Bióticos e Abióticos

Pretende-se desenvolver e implementar estratégias de atuação de forma a prevenir e minimizar com eficácia os impactes de agentes bióticos (pragas e doenças) e abióticos (fogos florestais e outras catástrofes) nos povoamentos e indústrias florestais. 

Os incêndios florestais são uma das principais ameaças ao desenvolvimento e crescimento do setor florestal, pelo elevado número de ocorrências e pela elevada área ardida. Por seu lado, as pragas e doenças desempenham um papel extremamente importante na vitalidade e perpetuidade dos povoamentos, tendo-se verificado nos últimos anos um aumento do número de organismos com elevado potencial destruidor.

Todas as ações implementadas com o objetivo de minimizar os impactes destes fatores, têm repercussões positivas no desempenho produtivo das explorações florestais.

Para informações contactar:

Pragas e doenças

Defesa da Floresta Contra Incêndios        

Apoios Financeiros:

No âmbito do PRODER, existem apoios nomeadamente na medida 2.3 Gestão do Espaço Florestal e Agroflorestal.