barra

Outras Operações Culturais

Controlo de Infestantes

As culturas são muito afetadas pela interferência (competição e alelopatia) provocada pela ocorrência de plantas adventícias que assumem a característica de infestantes. Essa interferência traduz-se na competição em relação ao espaço, luz, água e nutrientes, podendo causar diminuições de produção.

As infestantes podem ser controladas através de meios preventivos que permitem o bom desenvolvimento da cultura, tornando-a mais apta a fazer face à concorrência das infestantes:

  • recurso a métodos culturais como por exemplo a rotação de culturas com plantas que concorrem com as infestantes, perturbando o seu ciclo biológico;
  • adubações equilibradas;
  • seleção adequada do equipamento de mobilização do solo, evitando a utilização de fresa, por exemplo, que favorece a multiplicação das infestantes que se propagam por via vegetativa (caules, rizomas, raízes…);
  • o revestimento do solo com coberturas vivas (enrelvamento natural ou semeado) ou mortas (mulching‟).

As infestantes também podem ser controladas através de meios curativos, que permitem controlar e eliminar as infestantes:

  • métodos mecânicos, como a mobilização do solo ou o corte;
  • métodos químicos, como a aplicação de herbicidas seletivos e não seletivos (atualmente, o método mais utilizado, pelo amplo espectro de infestantes controladas, anuais e vivazes, por ser de execução rápida, pela menor dependência de mão-de-obra e pelo seu baixo custo).

Poda

A poda é uma operação cultural que deve realizar-se no período improdutivo das árvores e consiste na supressão de ramos, a forma de atuar dependerá do sistema de condução eleito.

A intensidade da poda depende da espécie, do cultivar/porta-enxerto, da produção do ano anterior e poderá ter lugar no Inverno/Verão, no sentido de manter o equilíbrio entre a vegetação e a frutificação. Deve permitir uma adequada iluminação e arejamento da copa e caracterizar-se por intervenções simples, sempre que possível em verde, com o mínimo de cortes.

É aconselhável a desinfecção do equipamento de poda, principalmente após a poda de uma árvore doente. Nos pomares em boas condições sanitárias é aconselhável a trituração, no local, dos resíduos da poda.

Queima

A queima é uma prática cultural que consiste no uso do fogo para eliminar sobrantes de exploração agrícola ou florestal, tais como restos de podas, desramas, entre outros para o efeito seguir a legislação em vigor. Não pode ser efectuada dentro do período crítico e se o índice de risco de incêndio estiver entre os níveis muito elevado e máximo também é proibida em espaços rurais. A queima deve ser realizada de acordo com a legislação em vigor.

A queima do restolho só é permitida por razões fitossanitárias e desde que recomendada e autorizada pelas organizações de agricultores reconhecidas e cumpra a legislação em vigor relativa aos fogos.

Monda

A monda de flores e frutos pode ser feita através de diferentes modos, tais como: a monda manual, a monda química e outros modos alternativos.

A regularização das colheitas através da monda de frutos é fundamental para a obtenção de produções de qualidade. Vingamentos excessivos enfraquecem a árvore, afetando o desenvolvimento e crescimento dos frutos, contrariam o processo da diferenciação floral e prejudicam a formação de flores no ano seguinte.

Pode-se caraterizar a monda como uma das mais importantes técnicas de manutenção de um pomar, para melhorar tanto o rendimento como a qualidade.

Colheita

A colheita deve ser efectuada no período mais adequado para cada cultura/cultivar, tendo presente, sempre que existam, os valores de referência para alguns parâmetros de qualidade a observar à colheita, como por exemplo, no caso da fruta, deve ter-se em atenção a acidez, cor/coloração, dureza, consistência da polpa, índice refractométrico (quantifica a percentagem de matéria seca solúvel contida no sumo dos frutos), etc.

No caso de culturas anuais aconselha-se a correta regulação dos equipamentos de colheita, ceifeira debulhadora e corta forragens.

A título de exemplo, outras ligações úteis:

OILB, SROP

Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional – COTHN

Fruta Viva