barra

Produção de Cogumelos

O cogumelo é o nome comum dado às frutificações de alguns fungos das divisões Basidiomycota e Ascomycota, pertencendo a uma família própria – os fungos.

COGUMELOSO cultivo do cogumelo é simples, bastando tomar alguns cuidados com relação à temperatura, humidade e ventilação. Como é muito sensível, o cogumelo cresce bem com uma temperatura entre 20ºC e 24ºC, com humidade de 70% a 80%.

Necessitam também de ventilação, para não haver acumulação de gases venenosos que o próprio fungo liberta.

No caso dos cogumelos de cultura, as sementes (esporos) são recolhidas durante o crescimento do cogumelo e inoculadas em laboratório.

Nas grandes empresas existe uma tecnologia de ponta na produção, uma seleção rigorosa, um controlo permanente em todo o processo, conservação no frio adequada e um embalamento perfeito, para que o produto se mantenha tal como foi colhido.

A maior parte dos cogumelos são comercializados em fresco, mas outros são secos – conservação por desidratação, congelados – conservação, por baixas temperaturas, esterilizados – conservação por altas temperaturas ou em salmoura – conservação em sal ou em vinagre.

A maior parte dos cogumelos frescos à disposição do consumidor são importados.

O potencial de crescimento desta atividade é enorme, quer pela via do crescimento do consumo interno, quer pela via da exportação.

Os principais tipos comercializados no nosso país são o cogumelo branco, conhecido por champignon de Paris, o shiitake, cogumelo preto do Japão, o cogumelo castanho e cogumelo silvestre.

Os cogumelos de cultura são produzidos e comercializados durante todo o ano, permitindo-nos, há já vários anos, manter, com larga vantagem, um saldo positivo na balança comercial. Os principais compradores são a França, a Espanha, que juntas absorvem 74% das exportações deste tipo de cogumelos, a Itália e a Alemanha.

Em Portugal, prevê-se um aumento na produção e diversificação da oferta, dada a boa rentabilidade desta cultura e ao aumento do consumo.

Para mais informações, a título de exemplo, consultar:

Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR)

Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares

Observatório Europeu de Micologia

Manual para a Gestão dos Recursos Micológicos Silvestres do Baixo Alentejo